Index of the page

Love story stains Sete Cidades’ lagoon

Jump back to the navigation

The content of the page:

Love story stains Sete Cidades’ lagoon

Publikálva:

EN

Her, a beautiful blue-eyed princess. Him, a humble green-eyed shepherd. Both with the same passion: the nature that surrounded them.

Many many years ago, a royal family lived in the Sete Cidades village. The princess, delicate and kind, spent her days walking around the green fields of the village, trying to escape the cold and dark walls of the kingdom.

On one of these walks, fate caused her to meet a humble young shepherd, who carefully guarded his flock. From there on, a friendship was born.

After several meetings, the two young couple fell in love, forgetting the social differences that separated them. This love spread to the king’s ears, who wanted to see his daughter married to a prince, from the neighboring kingdom.

This relationship was strictly prohibited. But the young couple couldn’t let themselves be defeated and met in secret. After eternal vows of love, they cried together about their sad destinies.

These same tears formed the two lagoons, filling the valley: the blue lagoon reflected the color of the princess’s eyes, and the other lagoon, green, reflected the color of the shepherd’s eyes. However, for the most skeptical, there is still a scientific explanation for the lagoons having two different shades. One lagoon has more seaweed than the other and, because the lagoon is less deep, it reflects the green better. On the other hand, the blue lagoon is deeper, reflecting the sky.

________________________________________________________________________________

PT 

História de amor tinge a Lagoa das Sete Cidades

Ela, uma linda princesa de olhos azuis. Ele, um humilde pastor, de olhos verdes. Mas ambos com a mesma paixão: a natureza que os rodeava.

Há muitos muitos anos, na freguesia das Sete Cidades, viveu uma família real. A princesa, delicada e bondosa, passava os seus dias a percorrer os campos verdejantes da aldeia, tentando escapar das frias e escuras muralhas do reino. Num destes passeios, o destino fez com que ela esbarrasse com um humilde jovem pastor, que guardava cuidadosamente o seu rebanho. Daí, nasceu uma amizade.
Após vários encontros, os dois jovens apaixonaram-se, esquecendo-se assim das diferenças sociais que os separavam. Este amor chegou aos ouvidos do rei, que queria ver a sua filha casada com um príncipe, do reino vizinho. Esta relação foi assim proibida.

Mas os jovens não podiam deixar serem vencidos e encontraram-se em segredo, para a sua despedida. Após juras de amor eternas, choraram juntos pelos seus tristes destinos. Foram estas mesmas lágrimas que formaram as duas lagoas, preenchendo o vale: a lagoa azul refletia a cor dos olhos da princesa, e a outra lagoa, de cor verde, refletia a cor dos olhos do pastor.

Porém, para os mais céticos, não deixa de haver uma explicação científica para as lagoas terem duas tonalidades diferentes. Uma tem mais algas que a outra e, por ser menos profunda, reflete melhor o verde envolvente. Sendo que a lagoa azul é mais profunda, refletindo mais o céu.

Jumo back to the navigation

Ready to book now? Book now





new server